segunda-feira, 22 de abril de 2013

a primeira barata do ano

estava na calçada do combro e vi-me obrigada a saltar para cima de uma velhinha que o passeio é estreito.

vaca

(da barata, não da senhora que levou um encontrão)

depois começou o pânico. andar a olhar para o chão. saltar quando uma pomba levantou voo. (uma pomba..). lembrei-me do som de papeis a mexer quando estava no escritório sozinha. da barata que me caiu em cima neste prédio há uns 5 anos atrás, entre o segundo e o terceiro andar.

merda para o calor. só volto a respirar em novembro. chiça.

Sem comentários:

Enviar um comentário